Jovem cristã surda é expulsa de casa

Seus pais descobriram sua nova fé e, por isso, se recusaram a aceitar a presença dela na família, rejeitando-a como filha por ter decidido seguir a Cristo

Cazaquistão

Dana* é mais uma jovem com deficiência auditiva que aceitou Jesus como seu Salvador, no ano passado. Recentemente, seus pais descobriram sua nova fé e, por isso, a expulsaram de casa. Eles não foram violentos, não bateram nela e nem a amaldiçoaram. Apenas se recusaram a aceitar a presença dela na família, rejeitando-a como filha por ter decidido seguir os passos de Cristo. A jovem está muito chateada, não por que foi expulsa, mas por que os pais não querem se converter ao cristianismo também.

Ela disse que está orando pela vida deles, para que encontrem o verdadeiro caminho, como ela encontrou. Dana tem enfrentado a discriminação dupla na sociedade cazaque, primeiro por ser surda e, agora, por ser uma seguidora de Cristo, o que não é permitido em seu país. A pressão da comunidade islâmica sobre os cristãos é alta, principalmente, depois de 2011, quando uma legislação mais restritiva foi adotada.

A conversão ao cristianismo é uma questão que desencadeia uma forte reação por parte dos muçulmanos. O Estado proíbe qualquer religião que não seja considerada “tradicional” e que não seja reconhecida por lei. No ambiente familiar é forte a discriminação e há casos de pessoas que chegam a perder os direitos de herança. O Cazaquistão é o 43º país na atual Lista Mundial da Perseguição. Ore por essa nação.

*Nome alterado por motivos de segurança.

Pedidos de oração

  • Dana precisa muito de orações. Interceda por ela. Que possa ser um bom exemplo de cristã, para que os corações de seus pais sejam atraídos pelo amor de Cristo.
  • Peça que onde quer que ela esteja agora, seja amparada e protegida por Jesus.
  • Ore pelo ministério que se dedica à evangelização de pessoas surdas no Cazaquistão, para que continue crescendo e permaneça firme e perseverante.

FONTE: PORTAS ABERTAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *